Menu
Quarta, 30 de setembro de 2020

Em Japeti secretário de Meio Ambiente é um jovem de 19 anos

O rapaz é estudante e chefia sua mãe e avó

03 de Ago 2020 - 17h:06 Créditos: Roberta Ferreira
Crédito: Divulgação

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Japeri, na Baixada Fluminense, é Yuri Santos Oliveira, o menino tem 19 anos de idade e é estudante. Ele ganha em média R$ 10 mil de salário.  

Sua mãe Fabiana está na sua equipe de secretária, ela é gerente administrativa e sua avó Lúcia é oficial de gabinete de pasta.  

O menino é matriculado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRJ) de Paracambi e substituiu Kérly Gustavo Bezerra Lopes. No dia 31 de março o jovem pediu exoneração porque sua intenção é se candidatar a vereador.  

A TV Globo apurou que o secretário não tem qualquer experiência em gestão pública.

A mãe e a avó de Yuri  funcionárias da secretaria atuaram ativamente como cabos eleitorais de Kérly na eleição passada.

O RJ1 esteve na secretaria na manhã desta segunda-feira (3) e encontrou a avó, oficial de gabinete, varrendo as escadas. Ao ser perguntada pelo secretário, ela responde: “Meu neto ainda não chegou.” Mas depois nega que o secretário seja seu neto.

Mas o RJ1 apurou que, mesmo recebendo R$ 10 mil da Prefeitura de Japeri, Yuri pediu e recebeu pelo menos duas parcelas do Auxílio Emergencial do governo federal. Os pagamentos acontecerem em abril e maio, quando ele já era secretário.

A família de Yuri e o ex-secretário Kérly são aliados do ex-prefeito de Japeri. Em julho de 2018 Carlos Moraes foi afastado da prefeitura, pois ele foi preso por tráfico de drogas. O mesmo foi solto em outubro de 2019, porém não tem permissão para entrar na prefeitura.  

A prefeitura de Japeti falou que está analisando o caso com a secretária administrativa e não respondeu sobre os critérios usados na escolha de Yuri.  

A prefeitura disse que desconhece sobre o fato de o jovem ter recebido auxílio emergencial. O beneficio é de responsabilidade do governo federal e afirmou que o secretário cumpriu seus deveres em relação ao cargo.

O ex-secretário Kérly Lopes e o ex-prefeito Carlos Moraes não foram encontrados para prestar esclarecimentos.



Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias