Menu
Terça, 02 de junho de 2020

PRF’s presos em operação apareciam em lista como ‘policiais bons’

Dos presos, quatro estavam na corporação há mais 20 anos

05 de Mar 2020 - 15h:27 Créditos: Luiz Guilherme
Crédito: Campo Grande News

Os cinco PRF’s (Policiais Rodoviários Federais) que foram presos nesta quinta-feira (5), durante as operações Managers e Cem Por Cento, desencadeada pela PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal), tinham seus nomes em uma lista e eram identificados como ‘policiais bons’.  

Dos presos, quatro estavam na corporação há mais 20 anos, e eram eles quem facilitavam a passagem da mercadoria ilícita. Além disso, segundo o Campo Grande News, em outra lista, aparecia alguns agentes que eram tidos como ‘policiais ruins’ – estes seriam os honestos, ou seja, os que geralmente barravam a carga.  

Como mostrado hoje, pelo O Vigilante, um dos policiais ganhou liberdade recentemente, após ser preso na Operação Trunk, que investiga o mesmo crime.  

A Justiça Federal expediu 35 mandados em Mato Grosso do Sul e Paraná, sendo dez de prisão preventiva contra os cinco policiais, e cinco homens classificados como “gerentes” do esquema.  

Foram cumpridos ainda, sete mandados de afastamento das funções, em relação aos PRF’s (entre presos e outros investigados) e 18 de busca e apreensão em casas e postos de atuação dos policiais. A justiça expediu, ainda, sequestro de bens dos suspeitos. Um dos policiais presos já é aposentado.

As ações desta quinta-feira, cumpriram mandados também em Eldorado, o “epicentro” da ação, Mundo Novo, Naviraí, Japorã, Juti, Rio Brilhante, Nova Alvorada do Sul e Campo Grande.

Sobre

As operações foram denominadas Managers (gerente, em inglês) e 100%, neste caso, por ser a forma de comunicação via mensagens para evidenciar que a estrada estava liberada para passagem do contrabando.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias