Menu
Sábado, 19 de junho de 2021

Enfermeira é denunciada por fingir que aplicou a dose da vacina contra a covid-19 em uma idosa

O caso está sendo investigado

10 de Fev 2021 - 14h:57 Créditos: Roberta Ferreira
Crédito: Divulgação

Em Goiânia, Luciana Jordão, de 57 anos, fez uma denuncia afirmando que sua mãe, Floramy de Oliveira Jordão, de 88 anos, não recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19.

Pois de acordo com a mulher que filmou o ocorrido, a enfermeira apenas enfiou a seringa no braço da idosa, mas não injetou o líquido.

“Ela [enfermeira] simplesmente enfiou a agulha na minha mãe, tirou e ficou com a seringa para cima. Aí eu falei: ‘Foi muito rápido’. Quando eu olhei para cima, o líquido estava todinho na seringa. Ela não injetou a vacina na minha mãe. Aí eu falei para ela: ‘O líquido está todinho aí, você não vacinou a minha mãe’”, conta.

Luciana relata que a enfermeira respondeu que havia vacinado, mas, ao ser confrontada sobre o líquido estar na seringa, pediu desculpas e disse que não tinha percebido.

“Ela olhou, pediu desculpa, disse que ela tinha se esquecido de injetar, foi e picou minha mãe, vacinou minha mãe novamente. Eu fiquei prestando atenção, e aí ela realmente vacinou”, afirma a filha da idosa.

A secretaria de saúde disse que “vai averiguar imediatamente o ocorrido e esclarece que há vacinas garantidas para todas as pessoas acima de 85 anos e que abomina todo e qualquer tipo de irregularidade”. Disse ainda que, se for comprovado “o descumprimento dos protocolos de vacinação, serão tomadas todas as medidas cabíveis em casos dessa natureza”.

O neto da idosa falou que era para filmar a aplicação da vacina, para comprovar que realmente recebeu a dose.  

Segundo relato de Luciana a enfermeira perguntou se ela iria tirar foto ou filmar, a filha respondeu que iria tirar apenas uma foto.

“Com certeza está acontecendo isso. Imagina quantas pessoas não estão sendo vacinadas. A gente estava receoso disso acontecer. Por isso, minha mãe filmou. Resolvemos divulgar para a imprensa. As pessoas precisam ser alertadas sobre isso", afirma Bruno, neto.  


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias