Menu
Domingo, 31 de maio de 2020

Acusada de matar bebê pisoteado, madrasta será ouvida por videoconferência

O julgamento tem previsão de terminar por volta das 20h

10 de Mar 2020 - 16h:06 Créditos: Luiz Guilherme
Crédito: Divulgação

Jéssica Leite Ribeiro, de 24 anos, madrasta do bebê de um ano e seis meses, será ouvida por videoconferência no Júri Popular que acontece nesta terça-feira (10), em Dourados. Ela está presa presídio de Corumbá, e é acusada de ter matado a criança pisoteada, no dia 16 de agosto de 2018.

Como noticiado mais cedo, as testemunhas de acusação já prestaram depoimento, entre elas, a mãe da criança, Viviane Moura que durante sua fala, disse que Joel Avalo sempre foi um bom pai. Reportagem do Midiamax cita que ela contou que quando chegou na casa do lutador de MMA, no dia do crime, encontrou ele abraçado ao corpo do filho e chorando.  

Ao O Vigilante, a defesa disse que tentará a absolvição ou pena mínima alegando insuficiência de provas nos autos [do processo].  

Jéssica deverá ser ouvida agora à tarde. O julgamento tem previsão de terminar por volta das 20h. Fazem parte do júri, cinco mulheres e dois homens.

De acordo com o Midiamax, cinco testemunhas de defesa de Joel ainda irão prestar depoimento, sendo eles os sogros dele, que moravam aos fundos da residência, o patrão, um amigo e o delegado que atendeu o caso.  


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias