Menu
Segunda, 19 de outubro de 2020

Bonito decreta obrigatoriedade de máscara e amplia toque de recolher

Funcionário de frigorífico local, segundo paciente contraiu o novo coronavírus após se encontrar com trabalhador de outra unidade em Guia Lopes da Laguna

11 de Mai 2020 - 10h:49 Créditos: Correio do Estado
Crédito: Divulgação

Começou a valer nesta segunda-feira (11) novas medidas de restrição contra a pandemia de Covid-19 – doença causada pelo novo coronavírus – em Bonito, cidade no oeste de Mato Grosso do Sul. O segundo caso foi confirmado na última quinta-feira (7), de um funcionário de um frigorífico local.

Esse paciente teve contato com um trabalhador de outra unidade da empresa em Guia Lopes da Laguna, distante 66 km de Bonito. A planta de Bonito foi interditada, enquanto a de Guia Lopes da Laguna fechou por 15 dias, contados a partir da última quinta-feira.

Após os dois casos em Bonito, a prefeitura enrijeceu as regras de circulação. O toque de recolher foi ampliado, começando agora às 20h e terminando às 5h. Fica permitida a entrega de alimentos pelo sistema delivery até as 22h. Para isso, os entregadores devem estar devidamente identificados com crachá.

Bares e conveniências também só poderão funcionar também sob sistema de delivery. Seguem fechados todos os locais de grande circulação, até mesmo hotéis e pousadas.

“Julgamos que ainda não é o caso de fechar o comércio novamente, pois sabemos o quanto isso afeta o empresariado. Vamos tentar manter a situação sobre controle, prezando pelas medidas de segurança, inclusive o uso de máscaras, que agora é obrigatório para todos”, declarou o prefeito Odilson Soares (PSDB).

GUIA LOPES DA LAGUNA

Hoje com 26 casos, Guia Lopes da Laguna decretou lockdown na semana passada, permitindo a abertura apenas de serviços essenciais e limitando a saída dos moradores com base na data de nascimento. Seis funcionários do frigorífico da cidade testaram positivo para a Covid-19 após entrarem em contato com um caminhoneiro.

Ele esteve no local, em data incerta, e telefonou dias depois para alertar que tinha contraído o novo coronavírus. A direção chegou a afastar trabalhadores do grupo de risco e tornou obrigatório o uso de máscaras.

Com o crescente aumento de casos, a unidade fechou por 15 dias, de acordo com o site Notícias Agrícolas. Procurado, o frigorífico informou que não iria se manifestar.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias