Menu
Segunda, 25 de outubro de 2021

Denar e Defron apreende mais de quatro toneladas de droga

Caso aconteceu durante as investigação da operação Ômega

11 de Set 2021 - 09h:36 Créditos: Linckon Lopes
Crédito: Divulgação/Polícia Civil

Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) e a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron) em ação conjunta apreenderam mais de 4 toneladas de drogas em Campo Grande, na tarde da última quinta-feira (9).

Conforme a Denar, a ação conjunta foi desencadeada a partir das investigações decorrentes da Operação Ômega, que é realizada em caráter permanente pela especializada. As drogas apreendidas estavam acondicionada em duas caminhonetes, uma cor prata, com placas de Ribas do Rio Pardo/MS e em outra na cor branca, com placas de Campo Grande/MS. Os veículos que saíram de Ponta Porã com entorpecentes, foram interceptados pela Polícia Civil em uma estrada rural, localizada atrás do Hospital São Julião.

Durante a abordagem, os acusados que dirigiam em alta velocidade, não obedeceram a ordem de parada. Um deles perdeu o controle da direção, abandonou o veículo, juntamente com um passageiro que ajudava no transporte e adentrou a um matagal existente às margens da via rural.

Buscas foram realizadas e os homens, de 30 e 33 anos de idade, localizados e presos por uma das equipes da Denar. O condutor da segunda caminhonete também abandonou o veículo, entrou em um terceiro carro e fugiu. Conforme a Sejusp, em uma das caminhonetes os policiais localizaram 1.719 tabletes de maconha e na outra 2.195, que após pesagem totalizaram mais de 4 toneladas da droga.

Em checagens aos sistemas de segurança, ficou comprovado que uma das caminhonetes é produto de roubo ocorrido no estado de São Paulo. Os acusados presos e as drogas foram encaminhados para a Denar, em Campo Grande, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e receptação.

Um dos presos já tem passagens policiais por tráfico de drogas e adulteração de sinal identificador de veículo e o outro por receptação, estelionato e porte ilegal de arma de fogo. Ambos são moradores de Campo Grande, onde seriam distribuídas as drogas apreendidas pela Denar.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias