Menu
Quarta, 30 de setembro de 2020

Homofóbico atira em médico após ter orgasmo durante exame de próstata

Homem de 59 anos pediu desculpas após ejacular e, enquanto médico tentava acalmá-lo, sacou a arma e atirou duas vezes no peito dele

16 de Set 2020 - 19h:16 Créditos: Por IG
Crédito: Imagem ilustrativa - Creative Commons

 Nos Estados Unidos , Milo Johanson, homem de 59 anos, ejaculou enquanto fazia exame de próstata, sacou uma arma e atirou duas vezes no peito do médico que realizou o procedimento.

A namorada de Milo disse ao Bok Daily que o rapaz era homofóbico: "Ele odiava homossexuais, eu sabia disso, mas atirar? Eu nunca imaginei que ele pudesse ir tão longe", declara.

Herald Smith Jr., o médico que sobreviveu aos tiros, disse realizar esse exame há 30 anos e explicou que o procedimento não é relacionado com sexualidade: “A próstata é como um ponto G masculino e carrega sêmen, é muito sensível, então quando é tocada e massageada você tem orgasmo quase sem esforço. A próstata só é acessível por meio do ânus e isso não é muito confortável para muitos homens”.

O médico também contou ao jornal que depois de ejacular Milo mandou ele "pedir desculpas", e enquanto Herald tentava acalmá-lo, o homem sacou a arma, disparou duas vezes e saiu.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias