Menu
Quarta, 24 de fevereiro de 2021

Procon pede à Aneel que reconsidere reajuste na tarifa de energia

No ofício encaminhado à Aneel, a justificativa é que o consumidor não terá condições de arcar com aumento, mesmo em julho

18 de Abr 2020 - 12h:20 Créditos: CG news
Crédito: Reprodução

O Procon Estadual encaminhou ofício à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) pedido de reconsideração que homologou o aumento médio de 6,9% da tarifa de energia em Mato Grosso do Sul, previsto para 1º de julho.

O aumento é válido para consumidores atendidos pela Energisa.

Conforme ofício encaminhado à agência, mesmo considerando o adiamento do reajuste, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), “a  decisão se mostra bastante desfavorável e desarrazoada por se tratar de um serviço essencial cujos impactos já são imensuráveis agora sob todos os aspectos e o serão muito mais nos próximos meses ou anos pós Covid 19”.

Segundo documento, "nestes tempos de exceção e crise, em que a hipossuficiência e vulnerabilidade  do consumidor se afloram ainda mais, o cidadão necessita de  maior proteção".

Com o reajuste em unidades de baixa tensão como residências, a elevação será de 6,89% e em alta e média tensão, como indústrias a elevação chega a 6,93%. O reajuste tarifário é um processo regulado pela Aneel, previsto no contrato de concessão da empresa.

Em MS, a concessionária atende mais de 1 milhão de consumidores em 74 municípios.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias