Menu
Segunda, 30 de março de 2020

Morre Jehú Vieira: o eterno maestro da fanfarra de Ribas

Como compositor evangélico, tem mais de 500 letras de música

24 de Fev 2020 - 10h:18 Créditos: Rio Pardo News
Crédito: Divulgação/Rio Pardo News

Faleceu na tarde de ontem (23), aos 62 anos, em Campo Grande, Jehú Vieira Serrado, mais conhecido como Maestro Jehú. Ele ficou eternizado como “O Maestro da Fanfarra Gilberto Fogaça”, onde conquistou inúmeros títulos. Há quase uma década Jehú lutava contra complicações de saúde.

Ainda não há informações de onde será velado e sepultado o corpo.

Sobre

Jehú Vieira Serrado, 62 anos, começou a trabalhar na Banda da Mirim de Três Lagoas (MS), a famosa Banda Marcial Cristo Redentor. Foi maestro da Fanfarra Simples e banda Gilberto Fogaça em Ribas do Rio Pardo, muito conhecida em todo o Estado, e detentora de vários títulos. A banda foi inaugurada por Jehú em 1991.

Aqui em Mato Grosso do Sul, Jehú idealizou um projeto para resgatar crianças de diversas situações de vulnerabilidade, como da escravidão dos adolescentes nas carvoarias que existia em Ribas e também levou a música a vários estados.

Como compositor evangélico, tem mais de 500 letras de música, tendo vários cantores gravado seus hinos.

Jehú também formou várias fanfarras, entre as quais, da escola Maria Eulália Vieira, em Três Lagoas, a Gilberto Fogaça e Banda Izaura Días Dos Santos, em Água Clara (MS). Em outras cidades trabalhou na Banda e Guarda Mirim de Glória de Dourados (MS), de Bandeirantes (MS), de Jaraguari (MS), de Brasilândia (MS), de Inocência (MS) e de Andradina (SP).

Ainda fez parte da Federação de Bandas e Fanfarra de Campo Grande (MS) e foi campeão no Estado de Mato Grosso do Sul por nove vezes consecutivas, além de participar de concurso nacional por quatro anos, em São Paulo (SP).

Em Goiânia (GO), ficou em segundo lugar Nacional com a Fanfarra simples Gilberto Fogaça de Ribas do Rio Pardo. “Era uma sequência de apresentações que perdemos a conta”, destaca.

E foi através de todas estas apresentações que Jehú Vieira adquiriu Diabetes Emocional.

Rosângela Inês Borges Serrado, a esposa inseparável, relata que Jehú sempre foi de grandes responsabilidades e de levar os compromissos a sério. “Mas o mais importante que o nosso Deus tem estado presente em tudo nas nossas vidas. Ele e fiel”, disse Rosângela em entrevista ao site Fatos Regionais na semana passada.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias