Menu
Quinta, 04 de junho de 2020

Para a polícia, desacordo trabalhista motivou atentado contra Lanzarini

A afirmação é da polícia e foi publicada pela reportagem do jornal A Gazeta News

25 de Fev 2020 - 17h:21 Créditos: O VIGILANTE
Crédito: A Gazeta News

Um desacordo trabalhista pode ter motivado o atentado contra o ex-prefeito de Amambai, e atual secretário da Casa de Civil de Mato Grosso do Sul, Dirceu Lanzarini, na manhã de ontem (24), em uma propriedade rural dele. A afirmação é da polícia e foi publicada pela reportagem do jornal A Gazeta News.  

De acordo com o site, no momento dos disparos, o genro de Dirceu, Kesley Aparecido Vieira Matriocardi, de 33 anos, estava com ele na caminhonete e também foi atingido por três disparos.  

Inicialmente, o político recebeu os primeiros atendimentos do Corpo de Bombeiros, mas estava inconsciente e apresentava dificuldades para respirar. Após isso, foi encaminhado para o HRA (Hospital Regional de Amambai), onde passou por uma equipe médica e depois transferido ao Hospital do Coração, em Dourados.  

O genro de Lanzarini, após receber atendimento também foi levado para o mesmo hospital.

Polícia identifica o autor  

Como mostrado ontem, pelo O Vigilante, momentos após o atentado, a Polícia Civil de Amambai identificou o suposto autor dos disparos como sendo Luiz Fernandes, o ‘Luiz Paraguaio’, de 54 anos. Ele ainda era funcionário de Dirceu.  

Depois de efetuar os disparos, ele fugiu em um trator, mas até o momento não foi localizado. Já o veículo, foi encontrado.  

Ainda segundo A Gazeta News, a Polícia Civil também apurou que a arma usada para o crime foi um revólver calibre 38.



Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias