Menu
Quarta, 01 de abril de 2020

Discurso de Bolsonaro não mudará as normas restritivas impostas em Dourados

Presidente da República disse em rede nacional que alguns gestores devem abandonar o confinamento em massa

26 de Mar 2020 - 11h:39 Créditos: André Bento, 94 FM
Crédito: Reprodução

O assessor especial do gabinete da prefeita Délia Razuk (PTB), Alexandre Mantovani, informou nesta quarta-feira (25) que o discurso do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), não vai mudar as normas restritivas impostas pela Prefeitura de Dourados para prevenir a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). 

Na noite de terça-feira (24), em rede nacional, o chefe de Estado afirmou que “algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércios e o confinamento em massa”.

“O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima dos 60 anos. Por que fechar escolas? Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade. Noventa por cento de nós não teremos qualquer manifestação caso se contamine”, prosseguiu Bolsonaro.

Nesta tarde, porém, durante entrevista transmitida nas redes sociais da Prefeitura de Dourados, Mantovani assegurou que o decreto que impõe toque de recolher das 22h às 5h e restrições para o funcionamento do comércio deve ser mantido.  

“O municipio de Dourados vai manter as normas restritivas, escolas continuam fechadas, comércio fechado, as pessoas que fiquem nas suas casa, porque essas diretrizes são do nosso corpo médico que representa o comitê municipal, é um comitê interdisciplinar com médicos especialistas das mais variadas áreas que nos dá subsídios. É com base nessas orientações e na dinâmica da Organização Mundial da Saúde que Dourados mantém o comércio fechado e o toque de recolher”, afirmou.

O assessor especial da prefeita avalia ser cedo para falar em mudanças, embora os próprios médicos reconheçam que as orientações podem ser alteradas a qualquer momento. “As determinações não são aleatórias, elas seguem protocolos. Temos uma sucessão de decretos, todos eles mantendo ainda medidas de contenção, e seguindo orientações das autoridades médicas é que esse comitê vai tomar as decisões e subsidiar as decisões da prefeita. Por ora é cedo para falar em modificação”, reforçou.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias