Menu
Quarta, 27 de maio de 2020

Em MS, indígenas recebem 5 mil litros de álcool para combaterem o coronavírus

Volume faz parte de carga de 200 mil litros doados pela Biosul

27 de Mar 2020 - 10h:24 Créditos: Redação
Crédito: Álcool doado pela Biosul | Foto: Divulgação | SES

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), entregou para o Distrito Sanitário Especial Indígena de MS (DSEI) cinco mil litros de álcool 70% líquido para auxílio no combate à propagação do Covid-19.

O volume refere-se parte dos 200 mil litros de álcool doados pela Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), entidade que representa as indústrias energéticas do Estado, e envasada pela fábrica de refrigerantes e cervejas Bamboa, instalada em Campo Grande.

Para o titular da SES, Geraldo Resende, a união de esforços é fundamental para o combate efetivo da pandemia. “Estamos sensíveis às demandas apresentadas pelas lideranças indígenas de nosso Estado, por isso estamos enviando esse quantitativo de álcool, sendo o possível até o momento. Temos um grande contingente populacional nas aldeias, que merece a mesma atenção dispensada às outras populações. Estamos vendo e aplaudindo a preocupação dos nossos irmãos indígenas, que também estão tomando medidas de prevenção para evitar o alastramento da Covid-19 em suas comunidades”.

Resende acrescenta que a SES mantém parceria com a Secretaria Especial de Saúde Indígena, assim como com os prefeitos de municípios que têm comunidades indígenas. “A solidariedade está acima de tudo”.

Para a Biosul, o alcance da doação motiva o setor produtivo. “As unidades industriais associadas à Biosul ficam orgulhosas de participar desse esforço, que reúne outros setores, na prevenção e contenção do Covid-19 em nosso Estado. Estamos gratificados que com a boa gestão desse recurso, por parte do Governo do Estado, o álcool doado pelas usinas tenha chegado tão longe e atendido à população”, afirma o presidente da associação, Roberto Hollanda Filho.

A chefe da Divisão de Atenção à Saúde Indígena, Eliete Domingues Magione, reforça que os indígenas têm cuidado muito a questão dos protocolos sanitários, mas que há a necessidade de aquisição de materiais preventivos, como o álcool. “O Ministério da Saúde já liberou dispensa de licitação para aquisição desses produtos, mas há escassez de oferta no mercado. Nós tínhamos materiais para utilizarmos durante o ano, mas a pandemia aumentou a demanda. A doação veio muito rápido e ficamos muito felizes”.

Segundo o DSEI/MS Mato Grosso do Sul tem uma população de 80 mil indígenas. “São 78 aldeias e 14 polos administrativos no Estado”, reforça Eliete, destacando a interlocução entre o secretário Geraldo Resende e o coordenador distrital, Eldo Elcídio Moro, para a viabilização dessa doação.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias