Menu
Quarta, 20 de janeiro de 2021

Estado atualiza boletim e casos suspeitos de Coronavírus sobe para 9

As informações divulgadas pela Secretaria são os dados oficiais consolidados do Estado

29 de Fev 2020 - 10h:15 Créditos: Da redação
Crédito: Divulgação

Novo boletim divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) aponta que os casos suspeitos de Coronavírus (Covid-19), subiu para nove em Mato Grosso do Sul, sendo oito em Campo Grande, e o de Ponta Porã que mesmo com o resultado negativo para a doença, o Estado aguarda a contraprova.  

O relatório foi divulgado ontem (28), e segundo o mesmo, desde 25 de janeiro, a saúde está acompanhando, pelo menos, 13 notificações suspeitas.  Desde então, dois casos foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde.  

No primeiro exame realizado pelo Lacen no material coletado, em dois pacientes da capital foi constatado que estavam com a influenza A, e com isso deixaram de ser considerados casos suspeitos de Coronavírus.

Dos nove casos em investigação, quatro estão no Lacen para a realização de exames preliminares para Influenza e mais oito tipos de vírus respiratórios. Cinco já passaram pelo exame de triagem e foram enviados para Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo para serem pesquisados outros tipos de vírus respiratórios, incluindo o Covid-19.

Em nota, a SES informou também que irá publicar o boletim epidemiológico referente as notificações de casos suspeitos de Coronavírus a cada 48 horas, ficando estabelecido às 17h de segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira de cada semana.

Para evitar a proliferação do vírus, a Secretaria de Estado de Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo.  

Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

As informações divulgadas pela Secretaria são os dados oficiais consolidados do Estado que são repassados ao Ministério da Saúde.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias