Menu
Terça, 07 de julho de 2020

Mulher morre após ser ferida no pescoço por linha de pipa com cerol

A jovem conduzia uma motocicleta e estava a caminho do trabalho quando o acidente aconteceu.

30 de Mai 2020 - 09h:21 Créditos: G1
Crédito: (Divulgação) - A jovem conduzia uma motocicleta e estava a caminho do trabalho.

Maria Cristina Souza da Silva, 36, morreu na madrugada desta sexta-feira (29) no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus, após ser ferida por uma linha de pipa com cerol e ter o pescoço cortado. O caso ocorreu na tarde de quinta-feira.

Ela foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Móvel (Samu) e levada ao hospital, onde passou por cirurgia e ficou na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas na madrugada desta sexta teve quatro paradas respiratórias e não resistiu aos ferimentos.

Segundo policiais da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atenderam a ocorrência, a mulher conduzia uma motocicleta e estava a caminho do trabalho, em uma loja de conveniência em um Posto de Gasolina onde trabalhava, na Comunidade Rio Piorini, Zona Norte de Manaus, quando o acidente aconteceu.

A Polícia Militar recomenda que a prática de soltar pipa seja realizada em locais onde não haja rede elétrica, nem vias de tráfego, para evitar que aconteçam acidentes. O uso do cerol é considerado crime. Até o momento, o responsável pela linha com cerol que resultou na morte da frentista não foi identificado. Um inquérito será aberto pela Polícia Civil para investigar o caso.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias