Menu
Sábado, 04 de julho de 2020

Decotelli envia carta de demissão ao Bolsonaro

A demissão seria uma saída para a crise

30 de Jun 2020 - 17h:38 Créditos: Roberta Ferreira
Crédito: Divulgação

Carlos Alberto Decotelli havia sido nomeado há cinco dias Ministro da Educação e na tarde de hoje (30) ele enviou uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo demissão.  De acordo com informações o presidente irá anunciar esta decisão quando escolher um novo ministro.  

O currículo de Carlos Alberto continha informações falsas como, plagio na dissertação de mestrado e omissões  

Na última semana, Decotteli fez atualizações no Lattes. A mais recente, foi nesta segunda-feira (29) que trouxe a alteração para “projeto de pesquisa” do trabalho submetido à Bergische Universitat Wuppertal (Alemanha), que antes havia sido identificado como “pós-doutorado”.

Na última sexta-feira (27) foram divulgados informações pela Universidade Nacional de Rosario, na Argentina, que Decotelli não recebeu título de doutor. Ele fez as disciplinas e tudo o que foi pedido na faculdade, porém sua tese não foi aprovada. E naquele dia ele alterou o registro.  

Em resposta à CNN, a Universidade de Wuppertal afirmou que Decotelli nunca obteve nenhum certificado pela instituição e não recebeu bolsas ou qualquer tipo de suporte financeiro. “Ele não era um pós-doutor na BUW (sigla da universidade)”, disse uma porta-voz da universidade. Segundo a instituição, ele conheceu uma professora da Wuppertal no Brasil e, a partir deste contato, foi à faculdade para produzir uma pesquisa, mas sem nenhum vínculo. “Ele não deu aulas e não obteve nenhum certificado em nossa universidade”, diz o texto enviado à CNN.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias